quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Lenda utilizada na atividade do Maternal II


Mula sem Cabeça
Eu sou a Mula Sem Cabeça, uma lenda muito famosa e conhecida em todo o Brasil. Adoro a lua cheia, sou muito bonita, posso ser marrom ou preta, tenho ferraduras de prata e de aço, um relincho muito alto. No lugar de uma cabeça de mula tenho uma imensa chama de fogo que está sempre intensa. Eu queria ter cabelos bem longos e loiros, mas o que fazer se sou uma lenda sem cabeça?

Há quem diga que eu sou uma versão feminina do lobisomem e que fico assombrando casas perto de igrejas, imagina só. Eu não assombro só casas perto da igreja, assombro as que ficam longe também. Adoooro assombrar! Bú! Assustou? Não? Ah! Mas, eu assombro todo mundo. Ninguém escapa de mim nas noites de lua cheia de quinta para sexta-feira. É nessa noite que me transformo de mulher para Mula Sem Cabeça.

E eu corro muito rápido e em alta velocidade durante toda a noite assombrando todo mundo que cruza o meu caminho, quanto mais eu corro mais gente eu assusto porque consigo ir rápido de um lugar para o outro. E fico assim em formato de Mula sem Cabeça até o nascer do sol e o terceiro galo cantar. Aí eu volto pra minha forma humana.

Quem me vê jamais esquece.


Lenda retirada do site: http://www.smartkids.com.br/especiais/folclore-mula-sem-cabeca.html

terça-feira, 27 de agosto de 2013

"Diário de bordo" da Terceira Série do Ensino Médio: Matheus Pena Passos

Inicia aqui, a saga de uma turma de alunos com aptidões diferentes, empolgados com o futuro, extremamente antenados às novas tendências e ainda assim com algumas dúvidas - típicas da idade...

Do outro lado: Coordenação, Direção, Professores e todo o Colégio Nossa Senhora das Dores em grande sintonia para promover um ano especial e decisivo para a formação humana e profissional de cada um destes adolescentes.

Matheus... simpático, carismático e extremamente focado respondeu as perguntas de forma tranquila e com bastante reflexões!


Nome completo
Matheus Pena Passos

Idade
17 anos

Como é conhecido no CNSD?
Matheus

Desde quando estuda no colégio?
Desde a Primeira série.

Qual a sensação de ser o último ano de "escola"?
É uma sensação diferente, pois a partir de agora é tudo novo e a vida universitária será bem diferente do que nós estamos acostumados... da nossa rotina. Eu acredito que as mudanças são boas, mas elas também são bem difíceis, porque neste novo começo, algumas pessoas que gostamos não nos acompanharão. Mas... esta nova experiência é importante!!

O que pretende cursar e onde?
Escolhi Licenciatura em Ciências Biológicas e a UFU. Já como segunda opção, a UFTM.

Qual a expectativa para 2014?
Bom... primeiramente descansar um pouco no início de 2014 e depois começar a universidade e bem animado!

Do que mais sentirá saudade?
Sentirei saudades dos professores, dos amigos... da escola. A gente se acostuma a esta rotina e tudo se torna familiar...


Veja abaixo a escolha de Matheus para 2014: 
Sobre o curso Ciências Biológicas
É a ciência que estuda todas as formas de vida, passando pela flora, pela fauna e até pelo desenvolvimento humano. O biólogo pesquisa a origem, a evolução, a estrutura e o funcionamento dos seres vivos. Ele analisa as relações entre os diversos seres e entre eles e o meio ambiente. O vasto campo de estudos na graduação permite que, depois de formado, o profissional siga caminhos diversos, conforme seu interesse. Da pesquisa com células-tronco ao trabalho ambiental, a carreira do biólogo é abrangente e promissora, em razão, especialmente, da crescente preocupação, em nível mundial, com o meio ambiente. A atuação desse profissional é ainda fundamental na descoberta de aplicações de organismos na medicina, no desenvolvimento de medicamentos e na indústria, em áreas de fabricação de bebidas e de alimentos. O licenciado está apto a dar aulas de Biologia no ensino médio e, no fundamental, pode atuar como educador ambiental ou docente de ciências. Sua formação também permite desenvolver ações educativas em museus, unidades de conservação, ONGs e empresas e escolas. Nas secretarias de Educação, atua como consultor e elabora novas propostas para o ensino da disciplina. Com pós-graduação, está habilitado para dar aulas no ensino superior.

A importância cada vez maior das questões relacionadas à sustentabilidade garante o aquecimento do mercado de trabalho para o biólogo. "Devido aos problemas ambientais enfrentados pelo nosso país, as empresas necessitam desse profissional para fazer relatórios de impacto ambiental", diz a professora Maria Aparecida Visconti, da USP. Nas empresas privadas, há vagas em todo o país. Prefeituras, secretarias e órgãos federais também contratam o biólogo, via concurso público, bem como institutos e ONGs. Ainda na área ambiental, é possível trabalhar com biologia agrícola, em que o biólogo faz o manejo da fauna e da flora. O setor de biocombustíveis e a área de biotecnologia, com o uso de plantas para a produção de novos medicamentos e produtos na área alimentícia, são outros campos de trabalho. O licenciado também encontra bom mercado de trabalho. Isso porque ainda existe enorme carência de professores das áreas de ciências nos ensinos fundamental e médio. Um estudo realizado pelo Ministério da Educação mostrou que a falta de profissionais especializados é tão grande que, mesmo considerando a projeção de formados nos próximos sete anos, ainda assim a demanda continuará. E existem regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos em que os professores não possuem nem qualificação para dar aula. No Norte e Nordeste, a demanda por professores é maior, embora Sul e Sudeste também passem por esse problema. Outra opção é atuar na área de educação ambiental. No setor de turismo ecológico começam a surgir oportunidades para trabalhar em projetos de ações educativas e em museus e reservas ecológicas.
Salário inicial: R 3.732,00 (fonte: Conselho Federal de Biologia).

Curso 
Que ninguém se iluda: o currículo de Ciências Biológicas é carregado de matemática. Aulas de física e estatística dividem a grade com disciplinas específicas, como zoologia, genética e botânica, além de práticas de laboratório e pesquisa de campo. Ainda que não seja remunerado, o estágio é obrigatório. Algumas escolas exigem trabalho de conclusão de curso. Para dar aulas no Ensino Fundamental e Médio, é preciso cursar licenciatura. E, como em qualquer área, para lecionar no ensino superior é necessário ter pós-graduação.

Atenção: Algumas instituições oferecem habilitações em áreas específicas, como biologia marinha, ecologia e zoologia.

Duração média: quatro anos.

Outro nome: Biol.

Ciências Biológicas será como eu imagino?

Fonte:  Guia do Estudante


Sobre a UFU - Universidade Federal de Uberlândia
Criada em 1969, a partir da fusão de faculdades isoladas, e federalizada em 1978, a UFU ( Universidade Federal de Uberlândia) oferece atualmente 60 cursos de graduação , 23 de mestrado, 14 de doutorado, 30 cursos de especialização e 110 de extensão.
Esta estrutura acadêmica está organizada em 28 Unidades Acadêmicas ( Faculdades e Institutos) nas áreas de Ciências Biomédicas, de Ciências Exatas e de Ciências Humanas e Artes.
A UFU conta com um universo de 1.300 professores, 17.000 alunos e cerca de 3.000 técnicos administrativos (a maior parte trabalhando no Hospital de Clínicas), desenvolvendo suas atividades com base no compromisso da educação pública, gratuita e de qualidade.

Av. João Naves de Ávila 2121 - Campus Santa Mônica -Uberlândia - MG
Telefone: 34 3239-4411   

Fonte: UFU 


 Sobre a "UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro"
Anteriormente denominada Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro - FMTM, fundada em 1953, foi transformada em Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, no ano de 2005, tendo sua dedicação ao ensino reconhecida por diferentes indicadores nacionais, como o IGC 2008 (Índice Geral de Cursos), que classificou a Instituição com conceito máximo, posicionando-a entre as melhores, com a 3ª colocação de Minas Gerais e a 6ª do País.
Além da tradição no ensino, a UFTM conquistou, ao longo de 57 anos de existência, o reconhecimento nacional e internacional das atividades de pós-graduação, pesquisa e extensão que desenvolve. Na pesquisa, tem dedicado especial atenção à doença de Chagas, à Esquistossomose, à Leishmaniose e outras doenças tropicais comuns na região.
Em pleno processo de desenvolvimento, a UFTM reconhecidamente mantém sua qualidade, expandindo-a para novas áreas do conhecimento e aumentando a oferta de um ensino que busca contribuir para a ciência e para o desenvolvimento da sociedade

Av. Frei Paulino, 30 - Bairro Abadia - CEP: 38025-180 Uberaba/MG
Fone: (34) 3318-5000

Fonte: UFTM

terça-feira, 13 de agosto de 2013

"Opa juventude"

Opa juventude! Juventude!
Como nós sabemos Deus é muito importante
Por isso que devemos procurá-lo a todo instante,
Força, foco e fé seguimos adiante
Com Deus na nossa vida tudo fica mais brilhante

Vamos lá, vamos para o Rio de Janeiro
Vamos, vamos lá, curtir a vida de outro jeito
Vamos, vamos lá, melhorar o mundo inteiro
Vamos, vamos lá, vamos, vamos lá!
Drogas e bebida eu passo longe HEY

Bem longe HEY
E por isso a minha vida está melhor HEY
Bem melhor HEY
Somos como estrelas no céu!

Opa juventude!
Juventude!
Opa juventude!
Juventude!
Opa Juventude!
Ei Rio de Janeiro!
Opa Juventude!

Priscila, Kevellyn, Vitória e Gabriela – 8º ano B

Texto desenvolvido durante atividades de Ensino Religioso com o Professor Wanderson Ferreira.

"Diário de Bordo da Terceira Série do Ensino Médio": Coordenadora Pedagógica Cássia Mara Ferreira

Bem-vindos ao "Diário de bordo" da Terceira Série do Ensino Médio!

Inicia aqui, a saga de uma turma de alunos com aptidões diferentes, empolgados com o futuro, extremamente antenados às novas tendências e ainda assim com algumas dúvidas - típicas da idade...

Do outro lado: Coordenação, Direção, Professores e todo o Colégio Nossa Senhora das Dores em grande sintonia para promover um ano especial e decisivo para a formação humana e profissional de cada um destes adolescentes.

Hoje, com a palavra... a Coordenadora Pedagógica Cássia

Nome: 
Cássia Mara Ferreira

Formação:
Graduação em Letras
Graduação em Pedagogia
Pós-graduação em Educação
Pós-graduação em Pedagogia Empresarial e Gestão Escolar
MBA Gestão de Pessoas

Como foi a sua experiência quando cursou a terceira série?
Foi um momento muito especial, todo o meu Ensino Médio, pois fiz dois cursos ao mesmo tempo. Estudei aqui [no CNSD] fazendo o Magistério pela manhã, à tarde fazia o 3º Colegial  no Marista e à noite fazia Inglês na Culutra Inglesa, que naquela época tinha aula todos os dias!!! Estudava muito e penso que essa maratona de estudos me fez muito bem para que hoje eu pudesse enfrentar a maratona do mundo do trabalho. Tenho boas recordações de muitas amigas: Professora Rita, por exemplo. Também tive excelentes professores que ainda hoje estão por aqui: Dona Marta - nossa Diretora, Regimar (esposa do Professor José Divino). O colégio era como hoje, acolhedor e muito preocupado com nossa formação. A Diretora na época era a Irmã Georgina. No dia da minha formatura, que foi muito simples com uma missa lá na caplea, recebi meu diploma das mãos da nossa diretora Marta, eu penso que nós duas jamais poderíamos imaginar naquele dia que trabalharíamos juntas, como educadoras. Em minha formação, no Magistério aqui no colégio também contei com duas pessoas especiais das quais fui estagiária: tia Euripa e tia Leninha. Aprendi muito com elas sobre a arte de manejar bem uma sala de aula! Sempre fui muito dedicada aos estudos e gosto muito de estudar e ler até hoje. Acredito que os maiores aprendizados que tive nesta época foi saber administrar bem o meu tempo, me tornei muito organizada, mas confesso que também muito exigente... Me lembro com alegria das festas juninas! Dancei muita quadrilha por aqui! Que delícia! Ai que saudades....

Fala, Cássia!
Percebo que a turma de 2013 está muito empolgada com seu último ano aqui na escola. Tenho a sensação de que não querem perder nada! Temos um grupo de alunos muito envolvido com os estudos, outros ainda nem tanto... Compreendo que cada um tem seu tempo. Tenho certeza de que serão muito bem sucedidos no futuro, pois todos carregam consigo valores dominicanos importantes para a vida. É uma turma alegre e carinhosa com os professores e colaboradores. Eu tenho um carinho especial por eles, pois quando cheguei aqui como Coordenadora, eles estavam no 9º ano do Ensino Fundamental II e sempre tivemos um bom relacionamento. Sentiremos falta deles com certeza e desejamos a todos muito sucesso!


 Diário de bordo do Ensino Médio: acompanhe semanalmente aqui no Blog CNSD.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

"Liberdade"

A Campanha da Fraternidade
Ajuda os jovens e a comunidade
Estamos juntos pela liberdade
Nos propondo a olhar a realidade

A juventude com sua vontade
Comunica à sociedade
Que Jesus é o rei da humanidade
Ele veio pra salvar a felicidade

A religião faz a comunidade
Viver em paz na sociedade
Juntos com fraternidade
Se integrando em harmonia pela solidariedade

Os jovens de hoje em dia
Pensam mais em cidadania
Nós queremos ficar em harmonia
E por isso, cantamos com muita alegria.

Por Sofia Marin Rezende e grupo de alunas do 7º ano C 

Texto desenvolvido durante atividades de Ensino Religioso com o Professor Wanderson Ferreira.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Viva São Domingos!

SÃO DOMINGOS

Contemplativo
Orante
Evangélico
Carismático

Pregador da verdade
Estudioso
Questionador
Inquieto
Competente
Coerente

Itinerante
Homem do seu tempo
Homem da Esperança
Confiante
Missionário
Audacioso
Zeloso

Compassivo
Misericordioso
Solidário
Comprometido com a justiça
Terno

Comunitário
Dialógico

Austero
Simples
Despojado
Perseverante
Organizado
Exigente

São Domingos de Gusmão, O.P. (Caleruega, Reino de Castela, 24 de Junho de 1170 - Bolonha, 6 de Agosto de 1221). Fundador da Ordem Dominicana. 

“Acolhia todas as pessoas com ternura e como amava a todos, todos o amavam.”

“Se o trigo ficar amontoado corre o risco de morrer, jogado aos quatro ventos produz muitos frutos.”

“Eu vos serei mais útil depois da morte, do que vos fui em vida. Deixo-vos por herança; vivei a caridade, guardai a humildade e abraçai a pobreza voluntária”.