quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Pessoas on-line ou marionetes digitais?"


Desde a Revolução Industrial, no século XIX, as máquinas vêm ampliando sua área de atuação e importância na sociedade. Atualmente, a facilidade relativa à rapidez e ao longo alcance oferecido pelo meio virtual são responsáveis pelos diversos avanços técnico-informacionais e das interações humanas; apesar disso, a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet, seja pelo valor comercial das informações, seja pela falta de preparo dos cidadãos para lidar com tal contexto, tornou-se um obstáculo a ser superado.

A partir disso, pessoas de diversas faixas etárias e grupos sociais têm acesso a aplicativos e redes sociais, os quais possuem acervos de conteúdos destinados a todos os interesses. No entanto, como estão inseridas no sistema capitalista, a personalização dos programas visam agradar o usuário para garantir a permanência do consumo. Assim, ao confiarem seus dados ao meio virtual, os cidadãos estão movimentando plataformas comerciais que beneficiam a publicidade e os envolvidos, tendo direcionamento ao público-alvo, obtendo maior eficácia.

Dessa forma, é possível identificar uma das causas dessa manipulação comportamental em um pensamento do filósofo Arthur Schopenhauer, em que diz “tomamos os limites da nossa visão como os limites do mundo”. Quando um usuário não possui acesso a informações além das que lhe convém, ele perde contato com ideias divergentes da sua, o que limita sua percepção dos assuntos e condiciona sua opinião e seus argumentos. Isso poderia ser evitado se todos fossem devidamente orientados para lidar com a quantidade de notícias, textos e publicidades, sabendo selecionar as fake news e adquirindo novos pontos de vista para formar sua personalidade individual e não aderir aos moldes impostos.

Assim, segundo o filósofo John Locke e seu conceito da Tábula Rasa, o homem nasce como uma folha em branco que vai sendo preenchida com o que lhe é exposto e com sus próprias experiências. Com isso, cabe ao Governo, por meio da atuação do Ministério da Educação, elaborar projetos para as instituições de ensino, como aulas temáticas ministrada por profissionais com conhecimentos na área virtual, a fim de expor os benefícios e os malefícios da tecnologia e como lidar com o controle de dados, de modo a desenvolver o senso crítico desde a infância, sendo capazes de formar suas próprias opiniões e comportamentos condizentes com o bem-estar social.



Ana Elisa Elias Miranda

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "O poder controlador da internet"

A internet vem se tornando cada vez mais acessível no Brasil e se transformou em um meio bastante procurado para a busca de informações, tendo em vista a velocidade e a interatividade que ela nos fornece. Entretanto, essa ferramenta também traz à população alguns malefícios devido à manipulação de dados presente em seu meio, baseado no comportamento do internauta. A manipulação dos dados ocorre devido ao sucateamento da educação brasileira, tendo em vista que a população menos instruída está propensa a ser controlada facilmente.

O controle dos usuários da internet pode ser exemplificado pela Alegoria da Caverna, de Platão. Para o filósofo, as pessoas que estão inseridas nessas cavernas limitam suas visões de mundo apenas ao que está ocorrendo ao seu redor, deixando de ter o pensamento crítico e a visão de mundo ampliada. Isso também ocorre no âmbito virtual, pois, com a manipulação de informações, acabam-se criando bolhas virtuais sem que exista a convergência de ideias e opiniões. Tal fato contribui para que a população desprovida de criticidade e de educação de qualidade se torne cada vez mais ignorante, uma vez que elas estarão inseridas em “cavernas virtuais”.

A existência das cavernas virtuais é extremamente prejudicial, pois os indivíduos acabam sendo influenciados pelo determinismo (o meio define o homem), ou seja, as bolhas virtuais definem o pensamento do internauta. Com o sistema educacional precário que assola o país, a formação de cidadãos críticos está sendo amenizada, consequentemente, a sociedade está cada vez mais sujeita à manipulação, pois, de acordo com Kant, o homem é aquilo que a educação faz dele.

Para que possamos minimizar os efeitos da manipulação de informações na internet, o Estado deve trabalhar em conjunto com o MEC para que sejam implementadas nas escolas discussões a respeito dos riscos que a internet oferece aos seus usuários. Com isso, objetiva-se a formação de jovens com pensamento crítico e que, indubitavelmente, não se enquadrarão nas cavernas, buscando sair delas para conhecer outras visões de mundo.


Arthur Feliciano Marques

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Simbologia comportamental"


Atualmente, no Brasil, o surgimento da internet facilitou a vida da população em diversos aspectos, porém possibilitou o controle de dados do usuário, contribuindo imensamente para a manipulação do comportamento humano. Segundo Jean-Jacques Rousseau, o homem é bom, mas a sociedade o corrompe. Da mesma forma, a internet tornou-se uma ferramenta de controle e mudança do comportamento dos homens, corrompendo-os. Isso ocorre devido a uma imposição velada exercida pelos meios digitais.

Diante dessa problemática, é visto que a educação ineficiente é um fator preponderante para permitir que essa manipulação ocorra. De acordo com o filósofo Immanuel Kant, o ser humano é aquilo que a educação faz dele; assim, o controle de dados somente possui a capacidade de manipular o modo de agir graças à ausência de senso crítico dos brasileiros que legitimam essa manipulação, pois a educação oferecida no Brasil ainda é muito ineficiente. Portanto, é necessário que o Estado desenvolva políticas públicas de aprimoramento do sistema educacional com o intuito de impedir que o controle do comportamento dos homens persista no Brasil.

Ademais, é indubitável que a internet é responsável pela imposição de determinados padrões de comportamento que são plenamente aceitos. Conforme os estudos de Pierre Bourdieu, há, na sociedade, uma violência simbólica, ou seja, determinados grupos de poder impõem os padrões e os dominados aceitam essa imposição de maneira natural. Da mesma maneira, a internet permite que os grupos dominantes, através do controle de dados do usuário, sejam capazes de exercer sua influência no comportamento da população.

Sendo assim, é necessário que o Governo implante nas escolas políticas públicas que permitam o desenvolvimento de senso crítico dos jovens para lidar com a internet. Tal ação deve ocorrer através de aulas de Sociologia e Filosofia que mostrem aos alunos como os meios digitais impõem um comportamento à sociedade e como os brasileiros devem agir para impedir essa manipulação, para que, então, a internet não seja capaz de interferir no comportamento humano. Somente assim, o indivíduo ideal de Kant impedirá a legitimação da violência simbólica no Brasil.



Geovana de Paula Pereira

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Manipulação sob violência"


A Constituição de 1988 garante que indivíduo seja livre para agir e se expressar, no entanto, a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet fere diretamente a Carta Magna, pois priva o indivíduo de sua liberdade de acessar a internet de acordo com sua vontade. Essa manipulação ocorre devido à falta de senso crítico e à má gestão das políticas públicas, que não são capazes de impedir tal problemática.

De fato, a manipulação do indivíduo no meio cibernético ocorre pela falta de senso crítico da população, causada pela ineficiência da educação e impedindo a percepção dessa manipulação. De acordo com o filósofo Immanuel Kant, “o homem é aquilo que a educação faz dele”, ou seja, a educação é fator fundamental para que essa problemática seja evitada, pois a educação desenvolve no indivíduo criticidade diante da realidade, tornando-o capaz de distinguir se realmente está sendo manipulado.

Ademais, outro agravante para a manipulação na internet é a má gestão de políticas públicas, que é ineficaz tanto na prevenção, quanto na atuação. Tal manipulação se encaixa no termo de violência simbólica, de Pierre Bourdieu, uma vez que oprime um grupo, mas não há nenhum tipo de contestação pelos oprimidos. Dessa forma, a gestão adequada das políticas públicas é um importante caminho para amenizar essa problemática, já que haverá conhecimento dessa opressão.

Diante do exposto, para amenizar a manipulação do comportamento do indivíduo, é necessário melhorar o sistema educacional, além de conscientizar a população através de palestras e aulas realizadas pelo governo sobre o tema e como evita-lo, possibilitando assim o discernimento da população sobre o assunto. Apenas assim é possível inibir a violência simbólica de Bourdieu e tornar possível o indivíduo idealizado de Kant.


Robert Ferreira Cunha

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

"O grande impasse do século XXI: o descarte incorreto do lixo"


Sendo um dos impasses mais impactantes do Brasil, o descarte incorreto de lixo gera diversas consequências negativas, tanto para a sociedade, quanto para o meio ambiente. De acordo com a teoria malthusiana, a população cresceria em progressão geométrica e a produção de alimentos em progressão aritmética, causando a fome. Entretanto, observou-se que os alimentos superaram o crescimento demográfico. Isso levou à existência do consumismo exagerado de produtos, que propicia o acúmulo de lixo e, logo, o seu descarte incorreto. Tal fato acontece devido à falta de conhecimento das pessoas aliado a políticas públicas ineficientes.

Em primeiro lugar, é indubitável que as pessoas que descartam o lixo incorretamente não conhecem as consequências desse ato. Dessa forma, segundo Immanuel Kant, “o ser humano é aquilo que a educação faz dele”. Seguindo esse pensamento, caso uma educação de qualidade fosse proporcionada à população, ela teria conhecimento dos danos que o descarte incorreto possui e iria buscar meios como a reciclagem e a compostagem e participaria de coletas seletivas, evitando a liberação de chorume e de gases tóxicos e a proliferação de doenças causadas pelo lixo mal eliminado. Sendo assim, com a promoção de uma educação ambiental básica, é possível atenuar o problema.

Em segundo lugar, percebe-se que as práticas públicas são essenciais para a solução da problemática. Dessa maneira, conforme Charles Mills, um problema da esfera individual deve se deslocar para a esfera pública. Logo, nota-se que projetos públicos que incentivam o descarte correto são necessários, assim como é importante que os cidadãos se engajem e se unam para a resolução da questão, formando uma parceria entre as pessoas e o Estado. Isso deve ser feito com regularidade e com o intuito de levar a coleta seletiva a bairros necessitados. 

Entende-se, portanto, que é possível mudar tal situação com algumas medidas. Uma delas é a melhoria das políticas públicas, por parte do Governo Federal junto a ONGs para promover o descarte correto do lixo. Outra ação é investir na educação por parte do Estado aliado ao Ministério da Educação, com a promoção de debates sobre os impactos do descarte incorreto e mostrar a importância da reciclagem. Isso deve ser feito nas aulas de Biologia, a fim de conscientizar os jovens do ensino médio.



Augusto Souza Campos Durante

3ª série "A" - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Toneli 

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Manipulação na era digital"

Com o advento da Globalização surgiu a Internet, que representou um grande avanço tecnológico da humanidade, possibilitando o distanciamento das relações comerciais, internacionais e pessoais no mundo. Apesar dos benefícios trazidos pela era digital, a Internet transformou-se em instrumento de manipulação, haja vista a ocorrência do controle de dados dos usuários nesse meio, seja pelo uso precoce do mundo virtual, seja pela falta de senso crítico da população.

Em primeira análise, de acordo com o estudioso Thomas Laqueur, as crianças não são formadoras de juízo e, por isso, são mais fáceis de manipular e de influenciar. Em vista disso, observando que, segundo o IBGE, 65% das crianças menores de 10 anos são usuárias da Internet, nota-se que a manipulação no mundo digital é efetiva, já que nessa idade ainda não há criticidade. Portanto, conclui-se que a utilização precoce da era digital por crianças contribui para a manipulação do comportamento dos usuários pelo controle de dados, então os pais devem ter ciência que o uso tardio da web evitaria que os jovens fossem persuadidos.

Por outro lado, de acordo com Immanuel Kant, “o homem é aquilo que a educação faz dele”; portanto, a ausência de uma boa formação educacional encaminha a população para a carência de senso crítico e, consequentemente, torna os cidadãos alienados e influenciáveis. Então, é necessário o acesso da nação a uma boa educação, para que os cidadãos não sejam manipulados pelo controle de dados da Internet.

Logo, conclui-se que a manipulação do comportamento dos usuários pelo controle de dados na Internet é perpetuada pelo uso precoce do meio virtual e pela falta de senso crítico da população. Sendo assim, cabe ao Governo realizar campanhas que mostrem aos pais a facilidade de manipular uma criança, a fim de evitar o uso precoce da web. Além disso, deve haver o investimento governamental na ala educacional para que haja o desenvolvimento do senso crítico da população e, assim, evitar que a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados seja efetiva.


Mariana Celina Britto

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "O mal do algoritmo"


Com a Terceira Revolução Industrial, mais conhecida como Revolução Técnico-Científica, o uso de tecnologias começou a crescer exponencialmente, assim como o número de usuários da Internet, que possui um mecanismo denominado algoritmo capaz de analisar o que o usuário gosta ou procura, mandando-o para lugares reconhecíveis. Atualmente, entretanto, esse mecanismo vem causando uma grande problemática, uma vez que a população brasileira não consegue analisar o que chega de informações, seja por uma falta de senso crítico, seja por uma má gestão governamental.

É indubitável o fato que a falta de senso crítico facilita a manipulação do usuário no meio virtual. Segundo Immanuel Kant, “o ser humano é aquilo que a educação faz dele”, então, se o ser humano não foi educado a distinguir entre o que é real e o que é meramente comercial, ou seja, entre o que ele quer e o que é melhor para ele, ele vai ser apenas mais manipulado. Sendo assim, é necessário que a população amplie e melhore seu senso crítico, a fim de evitar cair em ilusões virtuais.

Ademais, é impossível negar que o Governo possui um papel importante na filtragem de informações virtuais. Como John Locke afirma, o ser humano ao nascer é como uma folha em branco, e, conforme vai vivendo, preenche-a com suas experiências. Assim também funciona a vida na Internet: conforme o usuário vai recebendo informações, ele vai preenchendo sua folhas com elas, sejam elas manipulatórias ou não. Portanto, cabe ao Governo a filtragem e fiscalização dessas informações, permitindo que o usuário preencha sua folha virtual com informações não manipuladas.


Letícia Rafaela Perez Batista

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Subserviência algorítmica"


Na sociologia e na literatura, o indivíduo foi por vezes tratado como cordial e hospitaleiro, mas não é isso que acontece nas redes sociais. A quem não basta pouco, nada basta. Remanescente do período helenístico, a máxima apresentada por Epicuro valoriza a virtude de exposição dos usuários nos meios virtuais que, com o advento da internet, foram inundados com o surgimento de novos paradigmas nas esferas de comunicação e da informação. Portanto, a manipulação do comportamento pelo controle de dados na internet é fruto da obediência influenciada e também da falta de autocriticidade humana para governar a si mesmo.

A alienação programada constitui o fato social de Durkheim, visto que exerce influência direta na maneira de agir e pensar do usuário, que, por sua vez, deixa se afetar não pela decisão informada, mas sim pela obsoleta imagem programada de liberdade de escolha. É por meio dessa influência marcada que os algoritmos, opiniões formatadas em códigos, constroem um perfil condizente ao usuário cada vez mais vulnerável a que suas escolhas passem a ser apenas uma reação a likes inertes. Com isso, a busca pela consciência individual e formadora de pensamento se faz necessária para guiar o usuário até o comportamento próprio no meio virtual.

Ademais, o usuário em meio à internet carece de seu senso crítico por via da comercialização do seu ponto de vista, prestando-se à sua venda intelectual para propagar ideologias e opiniões divergentes às suas, No entanto, o fato, a análise e a indução, parceiros fundamentais da razão, deveriam situar o homem em torno de sua situação virtual. Assim, seguindo o pensamento pitagórico de educar os jovens de hoje para nçao puni-los amanhã, a educação é pilar fundamental no desenvolvimento crítico individual em busca de uma opinião verdadeira e sensata.

Em suma, para que a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet seja estereotipada, é imprescindível o planejamento governamental na área educacional, visando melhorias na formação intelectual jovem, aliado ao acompanhamento virtual dos usuários na internet por meio da família, sendo, por meio dela, aconselhados a manter sua privacidade conservada e sua opinião condizente ao seu pensamento.


Mariana Araújo Bojikian

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Ensino Médio CNSD já se prepara para o próximo ENEM: "Manipulação na internet"


De acordo com o filósofo estadunidense Ralph Emerson, um problema sem solução é decorrente de ser mal colocado. Em vista disso, ao analisar a problemática da manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados da internet, observa-se que existem fatores a serem colocados para que este impasse seja solucionado, assim como cita o autor. Dentre estes fatores tem-se a falta de senso crítico da população, que somada à inexistência de leis que punam a manipulação resultam em um agravante do problema.

Em primeira análise, cabe ressaltar que a falta de senso crítico da população, consequência da falha no sistema educacional brasileiro, constitui um desafio para a redução da manipulação de usuários pelo controle de dados na internet. Isso ocorre haja vista a incapacidade dos cidadãos de analisar criticamente as informações encontradas nas redes sociais. Assim, tornam-se alvo de qualquer informação filtrada pelo sistema de busca, que, desse modo, molda a maneira de pensar do cidadão, dando a ele uma ilusão de liberdade de escolha.

Em segunda análise, tem-se o pensamento do filósofo Thomas Hobbes, o qual propôs que o ser humano é, em seu estado de natureza, essencialmente mau. Em vista disso, para o filósofo, deve haver uma sociedade organizada de forma que existam leis que reduzam as problemáticas causadas pelo homem. Nesse sentido, ao analisar a problemática da manipulação de usuários pelo controle de dados da internet, sabe-se que não há lei que a impeça. Desse modo, faz-se necessária a criação de uma lei pelo governo que reduza o problema e contribua para a formação da sociedade organizada proposta por Hobbes.

Em vista desse cenário, conclui-se que medidas são necessárias para reduzir o impasse. Por conseguinte, tem-se a frase do filósofo Immanuel Kant: “O ser humano é o que a educação faz dele”. De acordo com o pensamento, a educação é o melhor caminho para solucionar a problemática. Para isso, o Governo é a instituição responsável por resolver os problemas do país, deve promover campanhas de conscientização, tornando obrigatórias nas escolas aulas e palestras que estimulem a criação de senso crítico por parte dos alunos, com a finalidade de reduzir a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados da internet.




Isabela Cristina Oliveira

2ª série - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Marques Toneli

Alunos redigem textos após visita à Capela do CNSD

Os alunos dos 5ºs anos do Ensino Fundamental Anos Iniciais participaram de atividade na Capela CNSD durante as aulas de Redação, sob a orientação da Professora Nilva Aparecida Minaré Félix.
           
“As alunas daquela época aprendiam latim, francês e outras línguas (sinceramente, eu gostaria de aprender latim). Elas usavam um uniforme diferente do que é usado hoje em dia, era uma blusa grande de abotoar, uma saia que bate no joelho e uma gravata (eu adoraria usar esse uniforme)” – Isabella Santos Duarte, 5º ano “A”.

“O passeio ao Museu da Capela não foi o que eu esperava, foi mais do que eu esperava. Para começar, uma das coisas que eu mais gostei lá foi a concha natural, que era usada para o batismo. [...] O abridor de cartas é um objeto que eu nunca tinha visto nem ouvido falar. A calculadora era enorme e bem estranha. O ferro de passar roupa à brasa já tinha ouvido falar, mas nunca tinha visto pessoalmente. A chave da Capela é bem grande e tinha uma corrente. [...] Da parte das pedras, a que eu achei mais bonita foi o quartzo hialino. Tinha também diamante, esmeralda. Em Geografia, nós estávamos estudando sobre os sambaquis, que tinham lá também. O mapa asiático feito de papel maché deu uma visão bem realista” – Mateus Silva Morais, 5º ano “A”.

“Chegamos à Capela. Era enorme, linda, cheia de belos azulejos. [...] A primeira sala era cheia de símbolos religiosos, vasos e prêmios que as irmãs adquiriram. A segunda tinha animais empalhados, quadros antigos e alguns objetos relacionados à Matemática. A terceira também tinha símbolos religiosos, mas o que me impressionou mesmo foi ver os cadernos das alunas: mapas impecáveis desenhados à mão. Na quarta sala estavam várias máquinas antigas, [...], como calculadoras e escritoras, bem diferentes das atuais máquinas modernas. [...] Depois fomos para as pedras. Para ir lá, teríamos que passar pela torre, mas não iríamos subi-la, e todos olhavam para cima, admirados. Também haviam peças de madeira e mais mapas. No final, perguntei para alguns colegas suas partes favoritas do passeio, e, pelo visto, a maioria preferiu os animais empalhados e as pedras” – Pedro Veloso de Oliveira, 5º ano “A”.

Quer saber mais sobre esta atividade? Acesse o site CNSD.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

"O consumo de lixo"

A Revolução Industrial foi um processo histórico marcado por modernização e inovações, o qual refletiu nos aspectos de desenvolvimento tecnológico atualmente e no acúmulo de objetos que contribuirão no descarte incorreto de resíduos no Brasil. Desse modo, torna-se uma urgência a discussão sobre a educação ambiental para que os aspectos consumidores não influenciem no descarte incorreto de resíduos no Brasil.

Em vista desse cenário, é indubitável a influência da conduta humana sobre o consumismo no que tange ao acúmulo e ao descarte incorreto de resíduos. O documentário Minimalism, da Netflix, apresenta o ato consumista do ser humano, que acumula diversas futilidades que contribuirão para a degradação ambiental, tendo em vista a existência de objetos que demoram anos para se degradar. Assim, é necessária uma educação ambiental que incentive as práticas de reciclagem, preocupando-se com o meio ambiente.

Ademais, o descarte incorreto de resíduos pode prejudicar a vida marinha, tendo em vista a liberação de substâncias tóxicas para peixes, baleias e tartarugas, dentre diversas espécies. A novela da Rede Globo Avenida Brasil trata de um assunto que passa em um lixão e não apresenta em momento algum as práticas de reciclagem que beneficiem o meio ambiente. Além da novela que aborda assuntos relacionados à eliminação de resíduos, o filme Wall-E trata da situação do mundo após as ações antrópicas, expondo as consequências de nossas ações e, principalmente, do descarte incorreto de resíduos.

Logo, para amenizar essa problemática, é necessário que o governo incentive na educação dos jovens, pois, consoante ao pensamento do filósofo Francis Bacon, “conhecimento é poder”, e a formação educacional irá contribuir no perfil de cidadão dos jovens brasileiros, desse modo, cabe ao governo incentivar ações de conscientização nas escolas, criando e desenvolvendo projetos como “agente ambiental mirim”, no qual será um projeto que os jovens, com o apoio de um professor, irão debater sobre as relações ecológicas e ambientais no mundo, incentivando também outras gerações a fazer o mesmo. Também é de suma importância a construção de espaços ecológicos nas escolas, que façam com que os alunos despertem interesse a questões voltadas ao meio ambiente.




Camilla Peres Almeida

3ª série B - Ensino Médio

Texto redigido sob orientação da Professora Drª Priscila Toneli



quarta-feira, 28 de novembro de 2018

"A importância dos estudos"

Geralmente, qual a primeira coisa que se pensa ao ouvir estudo? Um livro, escola, faculdade, um artigo científico, essas são maneiras tradicionais e muitas vezes de difícil acesso. Com a modernidade e o avanço tecnológico, hoje em dia existem várias maneiras de se estudar ou adquirir conhecimento, como por exemplo, a internet, cursos online, informação de fácil acesso, etc. Mas por que as pessoas não usufruem dessa facilidade?

Por muitos anos, o estudo ficou restrito a nobres e religiosos, e por isso apareceram pensadores que influenciaram as pessoas a estudar e questionar. Mas para onde foi toda essa sede de conhecimento? Na minha opinião, essa facilidade de acesso à informação que gerou isso, frases como “pesquisa no Google” ou “é só copiar da Wikipédia” são bastante presentes no dia a dia do jovem contemporâneo, antigamente devia-se folhear uma enciclopédia inteira para achar uma informação que fosse útil ao escrever um trabalho, hoje, ao apertar algumas teclas, se chega a qualquer informação, isso faz com que as pessoas se preocupem com outras coisas. O estudo é a principal maneira de se chegar ao nono, não devemos deixa-lo de lado para nos “preocupar depois”, quanto mais tarde se procura estudar mais difícil fica adquirir conhecimento. Não deixe para depois, estude sempre!



Leandro B. Scalea Filho

8º ano "A" - Ensino Fundamental Anos Finais

Texto redigido sob a orientação da Professora Renata de Carvalho

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Orações da amizade

A pedido da Professora Maria Lígia, os alunos dos 3ºs anos do Ensino Fundamental Anos Iniciais escreveram em casa uma oração em forma de poesia sobre a AMIZADE.

O jardim da amizade (Sarah Ataíde Espir Braga – 3º ano “A”)

A amizade é carinho e amor
Que brilha como uma flor
Iluminando nosso jardim
Em uma alegria sem fim.

Em todo sol de verão
Dentro do meu coração
Agradeço com emoção
Pelo meu amigão.

Para todos que assim pensar
Só tem muito a ganhar
Pois terá quem abraçar
Quando triste ficar.


A amizade (Isabela Bessa de Sousa Faria – 3º ano “B”)

A amizade nos ensina a amar o próximo
Amizade precisa ser mais praticada
Minha família pratica a amizade
Quem tem um amigo tem Deus no coração

A amizade precisa de respeito e carinho
Nas diferenças precisamos amar ao próximo
Mesmo com necessidades especiais
Os amigos são sempre guardados no meu coração.

Ser solidário é um valor que representa a amizade
Deus, gosto de ajudar meus colegas
Por isso, peço saúde e proteção
Espero sempre poder fazer novos amigos.


Melhores amigas (Isabela Santos Fernandes – 3º ano “C”)

Papai do Céu, peço que os Senhor proteja minhas amigas
Seus lares e suas famílias
Que eu possa ver o amor entre nós
E nunca as deixar só.

Que possamos somar alegrias e dividir tristezas
Sabendo estender a mão nos momentos de incerteza
Que eu possa estar presente sempre que precisarem
Dando meu ombro e minhas palavras para se apoiarem

Senhor, protegei cada passo que meus amigos derem
Que tenham paz e amor no coração
Que possamos estar juntos em todos os momentos que vierem
Superando tudo com muita sabedoria e união.



Oração da amizade (Manuella Batistuta de Oliveira – 3º ano “D”)

Todo dia quando me deito
Peço a Deus que proteja meus amigos do peito

Quando levanto peço também
A proteção do Espírito Santo

Ser parceiro, companheiro
E brincar o dia inteiro

Pois ser amigo é ser fiel
Igual a Jesus no céu.


Quer ver mais? Acesse o site CNSD.

"O estudo é muito importante"

O estudo é importante, pois nos modela, para vivermos em sociedade. A educação é pré-estabelecida em um seio cultural onde a função da escola é sintetizar o conhecimento acumulado para nos desenvolvermos em nossas máximas potencialidades, formando assim consciência crítica, caráter ético e autonomia em solução de problemas.

A educação é de responsabilidade compartilhada entre governo, país, professores e alunos. O governo é responsável pelo “poder dever” onde impõe a educação e a oferece a possibilidade de estudo. Os pais são os responsáveis pelo acompanhamento escolar e estruturação do indivíduo com uma base familiar. Os professores são responsáveis pelo desenvolvimento do estudo e também servem de “ponte” entre a compreensão do estudo e o indivíduo. Já os alunos têm o papel de empenho devendo apresentar interesse, consciência autocrítica, disciplina e força de vontade.

O estudo nos proporciona tudo isso, pois nos faz refletir sobre nós mesmos, pensar em um futuro e nos faz trabalhar por ele. Ele é um formador de opiniões não somente para o meio profissional, mas também para o meio social e familiar. Apenas com uma matéria difícil, o estudo nos ensina a sermos persistentes, esforçados, pois nos apresenta um obstáculo a ser enfrentado, e isso nos prepara para os nossos próximos obstáculos na vida adulta. Como a tarefa, nos ensina a responsabilidade e nos coloca à prova de julgar a importância das coisas.

A educação é instrumento de aprendizado para a vida e para a nossa construção pessoal, por isso é tão importante.


Maria Clara das Neves

8º ano "C" - Ensino Fundamental Anos Finais

Texto redigido sob a orientação da Professora Renata de Carvalho

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

"Que caminho seguir?"

Sem dúvidas já ouvimos alguém dizer que sem estudar não alcançaremos nossos objetivos. Pois é isso mesmo! Na hora de escolher o caminho a ser seguido, certamente devemos ir pelo do estudo. Ele nos proporciona o destaque entre a multidão. É possível observar isso na hora de conseguir um emprego. O gerente da empresa faz o teste entre vários profissionais e a pessoa com mais estudo adquirido vence, garantindo assim uma boa vida financeira, pessoal, profissional e emocional equilibrada.

A vida é como um espelho. O que você faz agora reflete no seu futuro. Por exemplo, se a escolha feita por você for estudar e se compromissar com a vida escolar, uma vida digna e feliz será refletida.

Uma frase bonita que São Domingos de Gusmão disse se relaciona muito com esse tema, e um trecho dela se baseia em dizer que o estudo amplia nosso conhecimento e nossa capacidade de ação. Isso quer dizer que, quanto mais você ler e estudar, mais conhecimento você adquirirá e mais feliz você será!





Clara Hoyler Teixeira

8º ano "B" - Ensino Fundamental Anos Finais

Texto redigido sob a orientação da Professora Renata de Carvalho